‘Não pude abraçar meus pais’,desabafo da filha do casal que morreu vítima de Covid-19, com intervalo de 12 horas, em Ponta Grossa

O casal tinha 52 e 57 anos, e foram mais duas vitimas do novo coronavírus.

PUBLICIDADE

A doença do coronavírus, interrompeu muitas vidas no Paraná, e acabou por desbastar mais uma família em Ponta Grossa, com a perda de mais um casal. O casal tinha quatro filhos, e morreram com uma diferença apenas de doze horas, após complicações da doença.

Angela Catarina, permanecia internada na unidade hospitalar, e o marido no UPA. Ana Paula Carvalho, filha do casal disse que a última vez que viu a mãe, foi no carro, ela estava indo procurar atendimento. Em suas palavras, ela lamenta ainda, que a mãe já se encontrava muito ruim, e respirava profundo. Ela lamenta ainda, que não pode dar o seu último abraço.

PUBLICIDADE

Que naquele momento apenas deu um tchau, para ela. Devido a ela trabalhar com idoso, não poderia estar em contato com a mãe. Um tempo depois de a mãe ser hospitalizada, o pai também precisou de ser assistido. Ana lamenta ainda, que também não pode abracar o pai.

PUBLICIDADE

De acordo com a filha do casal, todas às vezes que tentou ter notícias dos pais, nos respetivos locais de atendimento, ela ficou assustada com a quantidade de pessoas doentes. Ela conta ainda, que viu muita gente, e que a situação é muito feia. No qual não se trata apenas de gente velha, que também tinha muita gente nova. O qual via muitas pessoas novas passando mal.

Ela diz ainda, que ao relembrar o episódio que a família passou, Ana Paula alertou que a situação, perante a doença é grave. Ela diz ainda, que as pessoas estão brincando com essa doença, no qual ela infelizmente mata, e vai chegar a um momento que os profissionais de saúde, precisam de escolher quem vive e quem morre.

PUBLICIDADE

 

PUBLICIDADE

Escrito por Carla Sofia

Sou especialista em Receitas, dicas e saúde! Gosto sempre de estar atualizada de novas receitas e formas medicinais!