O câncer que o cantor estava lutando era bastante raro e, além disso difícil de ser detectado

Infelizmente mais um ícone da música, perdeu a luta contra um câncer nos olhos este domingo 15.

PUBLICIDADE

Quando esse problema fica situado nos olhos, no caso do câncer de pele, é muito mais complicado ele ser diagnosticado. Segundo a explicação do médico especialista em melanoma, a doença que Roberto Leal estava sofrendo.

Além disso, a causa da sua morte, foi devido a uma insuficiência renal, surgida de algumas complicações devido ao tratamento contra o câncer do olho que já estava na batalha há dois anos. Já no hospital, no ambulatório de melanoma, situado em São paulo.

PUBLICIDADE

Onde o cantor estava internado, o médico responsável pela aquela área Caio Laumunier, fala que o caso de melanoma ocular, é bem raro, pode acontecer apenas um caso por ano.

Esse mesmo câncer de pele se dá com o nome de melanoma, ele pode surgir em qualquer lugar do organismo, mas mais propriamente no olho, como foi o caso de Roberto.

PUBLICIDADE

O especialista ainda explica que a principal genética, pode ser causada pela abaixa imunidade e também a exposição solar em excesso, acaba também por contribuir para esse tipo de câncer.

Em geral, todos nós nos prevenimos de apanhar câncer de pele, usando os métodos de protetor solar e chapéus. Assim acabando por nos esquecermos que os nossos olhos, acabam sofrendo uma grande exposição solar.

PUBLICIDADE

Daí o uso importante dos óculos de sol. Melanoma, é uma doença silenciosa. O problema dessa doença, é que em casos, em geral, ela é assintomático, acabando assim por dificultar o diagnóstico precoce, explica o especialista no caso.

O câncer na pele, normalmente aparece com forma de pintas assimétricas, com bordas irregulares e com uma evolução bem rápida. Mas o pior problema é quando ele se encontra situado nos olhos.

Só poderá ser diagnosticado com um exame bem profundo, olhando no fundo do olho, exame que tem que ser realizado por, um oftalmologista. O diagnóstico precoce, é fundamental para a cura.

Segundo o especialista, ele é um caráter bem silencioso, que por esse meio atrasa o seu diagnóstico. No caso quando a melanoma ocular já está mais avançada, é que a pessoa acaba por entender os sintomas, causando a perda de visão e o movimento dos olhos entre si.

Já o câncer de melanoma quando por fim é detetado, já tem mais de 90% de cura. Mas quando ele se espalha de forma metástase, a vida de sobrevivência do paciente dura cerca de cinco anos, podendo nesse tempo ser fatal para o paciente.

PUBLICIDADE

Escrito por Carla Sofia

Sou especialista em Receitas, dicas e saúde! Gosto sempre de estar atualizada de novas receitas e formas medicinais!