O menino que salvou a irma do incêndio; hoje está abandonado pela família no hospital

O menino que salvou a irma do incêndio, hoje estar abandonado pela família no hospital

PUBLICIDADE

 

Você sabia que no Brasil existem mais de 1200 pessoas abandonadas em hospitais?

PUBLICIDADE

A maioria é abandonada pela família e amigos a anos às vezes até por décadas, sem ter para onde ir são obrigados a viver em um lugar que só é procurado em caso de emergência, mas o que leva uma família a abandonar um ente querido no hospital?

A cruz Verde uma entidade filantrópica de São Paulo, abriga de maneira permanente 200 pessoas que sofrem com paralisia cerebral, uma condição grave que compromete o raciocínio lógico, os movimentos e a fala.

PUBLICIDADE

Uma das vítimas desse abandono é Breno de apenas 13 anos ele está há 7 anos em uma cama de hospital, Ele era um menino saudável e alegre Mas aos 6 anos de idade tudo mudou,  por causa de um incêndio na favela que ele morava na zona leste de São Paulo.

No acidente ele tentou salvar a irmã do incêndio mas  inalou muita fumaça e ficou com pouca oxigenação no cérebro. O ato heroico do garoto salvou a vida da irmã mas  ele ficou com sequelas tão graves que não pode sobreviver fora da sala de hospital.

PUBLICIDADE

Hoje o menino se encontra em estado vegetativo persistente. Depois de um incêndio uma segunda tragédia aconteceu na vida de Breno ele foi abandonado pela família, já são sete anos de solidão ninguém da família vai visitar Breno no hospital ou telefonar para saber como ele está, nem mesmo a mãe, pai, irmã, vó, tio …  ninguém  da família apareceu até hoje.

O abandono da família só senti  quem está ao redor de Breno, mas a coragem de Breno é uma inspiração para todos do hospital. Depois de um mês de procura o pai de Breno foi encontrado na zona leste de São Paulo, ele disse que não têm visitado o filho por causa da  má  relação que tem com a ex-mulher,  mãe de Breno.

O pai lembra muito bem do dia do incêndio, Breno tinha cinco irmãos e o mais novo não resistiu aos ferimentos e morreu, ele ainda diz se arrepender de não ter salvado o filho que faleceu e também o Breno.

Jean Carlos diz sentir falta do filho mas disse que não visita o menino por causa da mãe, e ainda diz que todos os dias pensa  em Breno e que pretende vê-lo em breve. Mas esse reencontro só vai acontecer com autorização da justiça já que a guarda de Breno está hoje com hospital.

 

PUBLICIDADE

Escrito por Redatora S Silva

Sou colunista de noticias, de famosos, tv, receitas, politicas e testemunhos e mensagens, reflexoes. Buscamos sempre o melhor, para que as notcias chega a tempo para todos.