OMS reconhece outra forma de transmissão da Covid-19: “A transmissão pelo ar” que pode infectar um número maior de pessoas

De acordo com a Organização Mundial de Saúde, eles têm pesquisado sobre o assunto e viram que existe realmente uma possibilidade de uma transmissão pelo ar.

PUBLICIDADE

A Organização Mundial de Saúde, reconheceu que os princípios abordados pelos cientistas, de que o vírus se espalha pelo ar e não somente por gotículas, que ficam por cerca de um metro de distância, mas que são microgotículas que se espalham pelo ar.

Após serem cobrados pelos cientistas, a organização passou a estudar essa evidência e atualizar as suas orientações, reconheceram que a doença pode se espalhar pelo ar.

De acordo com a Organização Mundial de Saúde, eles têm pesquisado sobre o assunto e viram que existe realmente uma possibilidade de uma transmissão pelo ar, a principal autoridade técnica da Organização Mundial de Saúde Maria Van, relatou em uma coletiva de imprensa, que é possível sim uma transmissão por aerossol, no ar.

Anteriormente a organização relatava que o vírus era uma doença respiratória e o contágio através de gotículas expelidas pela boca, nariz que atinge uma pessoa, ou caía no chão e a pessoa levava para dentro de casa, mas de acordo com alguns estudos científicos realizados em Genebra, mais de 200 especialistas encontraram indícios de que as partículas flutuam, são como micropartículas que atingem o ar.

PUBLICIDADE

Essas partículas menores permanecem muito mais tempo no ar, fazendo que muito mais pessoas sejam atingidas pelo vírus, segundo a presidente da OMS, existe uma evidência clara de que a transmissão do coronavírus possa acontecer pelo ar, mas ainda não é definitivo.