Pai vende carro, compra arma e faz justiça com as próprias mãos após o assassino de seu filho rir na sua cara: “Sei que é errado, mas estou com a alma lavada”

O assassino teria rido na cara de Florisval quando ele perguntou porque ele fez o que fez com seu filho.

PUBLICIDADE

Florisval Silva foi preso na manhã da segunda-feira (5) por fazer justiça com as próprias mãos, o trabalhador matou com um tiro na cabeça o assassino do seu filho João Pedro Bento da Silva de 22 anos.

Florisval foi preso e confessou que no dia primeiro de maio matou o assassino do filho, ele disse na prisão que o assassino riu na cara dele quando ele perguntou por que havia tirado a vida do seu filho.

PUBLICIDADE

Então ele vendeu o carro e com mais algum dinheiro comprou uma arma e disparou na cabeça do assassino do filho, a polícia informou que João Pedro morreu à facada por Lincoln Martins no mês de maio por causa de uma discussão.

Após o crime o pai do jovem perguntou porque que ele havia feito aquilo e ele deu uma risada na cara do pai, ele então foi para Curitiba e comprou uma pistola 9mm, voltou poucas horas depois na casa de Lincoln e disparou na cabeça de Lincoln.

PUBLICIDADE

O delegado Tiago Dantas, informou que o mandado de prisão temporária foi expedido para o pai de João, ele foi preso e confessou o crime.

Florisvaldo disse que sabe que o que fez é errado, mas está com a alma lavada, ele perdeu a cabeça quando viu o filho morto, Lincoln matou o filho como se fosse um animal, ele disse que o filho nunca fez mal para ninguém.

PUBLICIDADE

O delegado falou que não se deve fazer justiça com as próprias mãos, o homem certamente seria preso, esse não é o caminho certo.

Florisval deve responder por homicídio privilegiado devido à forte emoção do momento, mas quem vai decidir é a justiça, completou o delegado Tiago Dantas.

 

PUBLICIDADE

Escrito por Informe Cl

Colunista de notícias dedicada a escrever artigos de qualidade sobre saúde, TV, notícias de grande repercussão, notícias gospel e demais assuntos.