Pai vive a triste realidade de saber que seu bebê foi morto pela própria mãe e seu amante

O pequeno Sam Harry estava sendo cuidado pela mãe Deanna Buffham e Ryan Bate quando sofreu graves danos cerebrais

PUBLICIDADE

Um pai de coração partido revelou seu tormento depois que seu bebê foi morto por sua mãe ou seu parceiro – mas nenhum deles pode ser processado.

O pequeno Sam Harry estava sendo cuidado pela mãe Deanna Buffham e Ryan Bate quando sofreu graves danos cerebrais. A cabeça do bebê de 20 meses foi esmagada contra uma superfície com muita força levando a polícia a prender o casal por suspeita de assassinato.

PUBLICIDADE

Apesar de um médico legista decidir que Samuel foi morto ilegalmente e a polícia aceitar que pelo menos um é responsável pela morte do bebê, Buffham e Bate saíram em liberdade depois que se culparam por sua morte.

De acordo com a lei, eles não podem ser processados ​​em uma empresa conjunta, pois os policiais não conseguem provar quem infligiu o golpe assassino.

PUBLICIDADE

O pai de Sam, Nicholas Harry, de Houghton Regis, Beds, agora revelou que nunca vai parar de lutar por justiça após o horror em abril de 2013.

O pai disse que sua vida foi arruinada e que ele não tem mais alegria: “Eu poderia ter desistido, mas tenho que fazer tudo o que posso por Sam – sempre farei.

PUBLICIDADE

“Isso arruinou minha vida. Eu tive que dar um passo para trás e me reinventar enquanto minha vida espiralava.

“Não posso aceitar que meu filho foi assassinado por sua mãe ou seu parceiro e seguir em frente, pois preciso de justiça.

“Eu preciso de um ponto final no final da frase.”

PUBLICIDADE

Escrito por Informe Cl

Colunista de notícias dedicada a escrever artigos de qualidade sobre saúde, TV, notícias de grande repercussão, notícias gospel e demais assuntos.