PUBLICIDADE

Papa Francisco pede empatia entre as pessoas nos dias atuais

Após um mês, Papa deixa o Vaticano e reza missa do Domingo da Divina Misericórdia e, ao sair agradeceu o trabalho da mídia. Em meio à missa neste domingo (19), o Papa Francisco pediu que as pessoas fossem mais solidarias, em meio à pandemia do COVID-19. Pela primeira vez em pouco mais de um mês, Francisco deixou o Vaticano e foi rezar missa na Igreja do Espírito Santo em Sassia, Roma. Ele falou sobre a “indiferença egoísta” em meio ao combate do vírus.

PUBLICIDADE

Papa Francisco pede empatia entre as pessoas nos dias atuais

Após um mês, Papa deixa o Vaticano e reza missa do Domingo da Divina Misericórdia e, ao sair agradeceu o trabalho da mídia.

Em meio à missa neste domingo (19), o Papa Francisco pediu que as pessoas fossem mais solidarias, em meio à pandemia do COVID-19. Pela primeira vez em pouco mais de um mês, Francisco deixou o Vaticano e foi rezar missa na Igreja do Espírito Santo em Sassia, Roma. Ele falou sobre a “indiferença egoísta” em meio ao combate do vírus.

“Neste momento, estamos no anseio por uma melhora vagarosa e difícil, em relação à pandemia, onde há um perigo eminente de nos esquecermos do que foram abandonados”, disse o Papa durante a missa.

“Podemos ser feridos por um contágio pior, da indiferença e egoísmo, onde se espalha a ideia de que a vida é boa, se for para mim, tudo ficará bem, se for para mim”, disse.

PUBLICIDADE

Na saída, o pontífice agradeceu e reconheceu a importância do trabalho da imprensa e da comunicação, segundo informou a agência AFP.