Polícia afirma que depoimento dos filhos de Flordelis que confessaram o crime não batem com as informações da investigação

A polícia pediu a prisão dos acusados por homicídio do pastor Anderson do Carmo.

PUBLICIDADE

O filho mais velho da cantora gospel que também é deputada Federal Flordelis confessou nesta quinta-feira (20) a Polícia Civil que foi o mandante do crime que tirou a vida do pastor Anderson do Carmo assassinado no último domingo quando chegava em casa em Niterói.

Flávio dos Santos disse à polícia que foi ele quem planejou a morte de seu padrasto e quem teria executado todo o plano foi o irmão mais novo Lucas dos Santos de 18 anos.

PUBLICIDADE

Os dois irmãos foram presos na última segunda-feira (17) por causa de mandados de prisão em aberto por violência doméstica e tráfico de drogas.

Lucas dos Santos foi o primeiro a confessar o crime, depois da confissão a justiça do Rio pediu a prisão provisória dos dois e agora pediu a prisão pelo homicídio do pastor Anderson do Carmo.

PUBLICIDADE

No entanto a polícia ainda procura esclarecer os fatos que rodeiam o assassinato, pois de acordo com a própria polícia os depoimentos dos irmãos não batem com as informações que os investigadores já possuem e por isso a polícia ainda precisa fechar alguns pontos do caso.A Polícia Civil já possui as imagens que mostram os assassinos e também encontrou a arma usada no crime na casa da cantora, no quarto do filho biológico de Flordelis, Flávio dos Santos que confessou a autoria do crime nessa quinta-feira.

Durante seu depoimento Flávio dos Santos passou mal e precisou ser atendido pelo SAMU. A cantora disse que queria ver a justiça agindo no assassinato de seu marido seja quem for o culpado, disse ela.

PUBLICIDADE

Mas quando os filhos foram acusados ela chegou a questionar o trabalho da polícia e disse que não acredita que seus filhos tenham algum envolvimento na morte do marido.

A advogada da família que sempre esteve à frente dos negócios da cantora e de seus filhos decidiu sair do caso e o advogado Marcelo Ramalho assumiu o caso e disse que não iria dar nenhuma entrevista até se inteirar sobre os fatos.

O pastor Anderson foi assassinado no último domingo dia (16) quando chegava em casa com a esposa vindo de uma confraternização.

 

PUBLICIDADE

Escrito por Pedro Henrique

Amo escrever sobre todo o tipo de assunto, notícias e atualidades são minha paixão. Contato: [email protected]