Polícia está investigando se mototaxista levou neta de Flordelis para jogar celular no mar

Luciano Huck posta foto do raio-x do crânio de Benício após acidente e imagem impressiona

PUBLICIDADE

Um mototaxista foi levado para depor na Delegacia de Homicídios de Niterói e São Gonçalo por volta das 15h desta quarta-feira (26). Ele foi levado para prestar depoimento a respeito do caso do assassinato do pastor Anderson do Carmo.

Segundo informações o rapaz teria levado a neta da deputada Flordelis para jogar um celular no mar na Praia de Piratininga, que fica localizada a cerca de oito quilômetros de distância da casa da família em Pendotiba, Niterói.

PUBLICIDADE

Esta possível ação feita pela neta de Flordelis teria ocorrido no dia 18, que foi o mesmo dia em que equipes da DH foram até a casa e vasculharam todo o local do crime. Agora a polícia está investigando se o celular era de Flavio dos Santos, filho do casal que está preso por suspeita de ter cometido o assassinato do pastor.

O homem que presta serviços de mototáxi chegou ao local para prestar depoimento em uma viatura descaracterizada.

PUBLICIDADE

A polícia também apreendeu o celular de outras 20 pessoas que estavam na casa da deputada federal Flordelis (PSD). Em um dos aparelhos apreendidos pela polícia, eles descobriram que o telefone de Anderson do Carmo havia sido utilizado horas depois de ter sido morto.O aparelho celular do pastor Anderson ainda está desaparecido, a polícia ainda não conseguiu ter acesso a ele. Durante um entrevista coletiva que foi concedida pela deputada, ela afirma não saber aonde está o celular do pastor.

A deputada pediu inclusive que quem souber onde o aparelho está, que o entregue a polícia.

PUBLICIDADE

Segundo informações que estão sendo divulgadas, o aparelho celular foi entregue para a namorada de um dos filhos de Flordelis. E ela teria ficado responsável por entregar à deputada o aparelho logo após a morte de Anderson.

O aparelho no entanto teria sido repassado para um dos filhos da deputada, mas até o momento ainda não foi encontrado pela polícia e não se sabe com quem o celular está no momento.

A respeito da identidade de quem havia utilizado o celular de Anderson depois de usa morte para enviar um mensagem não foi divulgada pela polícia até o momento.

 

PUBLICIDADE

Escrito por Pedro Henrique

Amo escrever sobre todo o tipo de assunto, notícias e atualidades são minha paixão. Contato: [email protected]