Polícia investiga a causa da morte de dentista que morreu após entrar no hospital no Grande Recife, família acredita em feminicídio:”Ela só queria trabalhar e cuidar do filho, queremos Justiça”; diz a mãe

A jovem morreu depois de ter dado entrada na unidade hospitalar paulista. Segundo as informações da declaração de óbito, a causa aponta como asfixia por esganadura.

PUBLICIDADE

A dentista pernambucana, Emilly Nayane da Silva de vinte e quatro anos, morreu após ser socorrida para a unidade hospitalar de Nossa Senhora do Ó. A polícia está a investigar as causas da morte. Onde o caso está a ser tratado inicialmente pelos investigadores, como “morte a esclarecer”.

Segundo os parentes da jovem, acreditam e apontam que foi o ex-marido que matou Emelly. Nas  declarações do óbito da jovem, aponta que a causa da morte foi “asfixia direta por esganadura”.

Ainda por meio de uma nota, a Polícia Civil confirmou ainda que depois do resultado das perícias, que já estão a ser realizadas e concluídas, até ao término das testemunhas sejam ouvidas relacionadas, onde irá ser definida a causa jurídica da morte.

A mãe de Emelly Josymeri Bento, foi amparada por parentes, onde pediu durante o velório da filha, por Justiça, nesta quarta (24). Ela disse que quer Justiça.

PUBLICIDADE

Que a filha queria trabalhar e criar o filho dela, mas ele não aceitava o fim da relação, ele queria voltar para ela de qualquer jeito. Mas como ela não aceitou, acabou por assassinar, disse a mãe. O casal tem um filho de dois anos.