Prima entrega menino de 13 anos para ser decapitado por facção crimonosa

O adolescente foi julgado e morto por facção criminosa.

PUBLICIDADE

O corpo do adolescente Maydson Barbosa de apenas 13 anos foi encontrado no final da tarde da última segunda-feira (19) e estava perto de um lago na Rua Goiânia no bairro Bela Vista.

Assim que o corpo foi encontrado a família entrou em contato com a polícia para informar que o caso estava resolvido e o adolescente havia sido encontrado. A mãe informou que a prima do menor, uma adolescente de 15 anos o levou ao local para que ele fosse executado por uma facção criminosa, o adolescente foi julgado e sentenciado à morte pelo tribunal do crime porque era um rival da facção.

PUBLICIDADE

A adolescente havia saído junto com primo dizendo que iriam a Lan House, mas quando voltou sem a companhia do primo estava muito nervosa e foi colocada na parede pelos familiares e acabou confessando que teve participação na morte do primo adolescente. A polícia acredita diante de todos os indícios que o adolescente era inocente e havia mudado juntamente com sua mãe para o bairro Bela Vista a pouco tempo.

A polícia acredita que os bandidos pensaram que o adolescente era membro de uma facção rival e por esse motivo pediram a prima dele que o atraísse até a casinha, que é um barranco de madeira onde aconteceu o crime. Um dos detidos pelo crime disse que o menino foi levado para outro lugar onde aconteceu o julgamento lá ele foi agredido até desmaiar, simplesmente porque eles acreditavam que o garoto era um rival.

PUBLICIDADE

Os integrantes da facção criminosa pensaram que o adolescente estivesse morto eles então seguiram com ele até a casinha, mas chegando lá ou adolescente acordou, entrou em luta corporal e gritou muito e por esse motivo foi esganado, decapitado e seu coração foi retirado de seu corpo.

A delegada responsável pelo caso disse que a prima também menor confessou que entregou o primo para ser morto e por esse motivo a polícia lavou contra a adolescente uma apreensão de flagrante por ato infracional de homicídio e ela foi conduzida para audiência e internada no centro socioeducativo.

PUBLICIDADE

O caso deixou os familiares do adolescente em estado de choque.

 

PUBLICIDADE

Escrito por Informe Cl

Colunista de notícias dedicada a escrever artigos de qualidade sobre saúde, TV, notícias de grande repercussão, notícias gospel e demais assuntos.