Profissional de ensino é gravada arrastando cão amarrado em veículo e a filmagem causou bastante revolta

As testemunhas capturaram as cenas do incidente, onde causava uma forte comoção na internet.

PUBLICIDADE

Na última quinta-feira, 19 de novembro, um caso de maus tratos aos animais acabou sendo registrado por cerca das 18h; localizado na Rua Derqui, município de Tunuyán, por volta de 90km de Mendoza. Na situação, Natalia Franco, uma profissional de ensino de 43 anos de idade, vem tendo acusações de maus tratos aos animais depois de arrastar seu cão preso em seu automóvel por diversos quarteirões.

O pet da professora infelizmente sofreu muitos ferimentos em suas pernas. De acordo com os relatos das autoridades, a professora teria arrastado o cachorro por volta de sete quarteirões, onde conduzia um veículo por volta de 60km/h. As pessoas presentes no local capturaram a cena e começaram a divulgar na internet e socorreram as autoridades.

PUBLICIDADE

A moça foi apreendida e encaminhada para uma delegacia, onde responderá pelo ocorrido de maus tratos aos animais. Se a professora for condenada, ela tem possibilidade de ter que pagar por uma pena de cerca de 15 à um ano de reclusão, conforme com as aleis argentinas.

Através de seu depoimento, a mola confirmou que não maltratava o cão e estava somente levando o novamente para sua residência depois de ele ter escapado de casa. Segundo os veterinários que ficaram responsáveis pelo cão, contou que ele chegou a sofrer feridas em suas quatros patas e perdeu bastante sangue.

PUBLICIDADE

O procurador do município de Tunuyán, Jorge Quiroga, teria ordenado que o cachorro tivesse sua guarda retirada da professora.

Via: siganoticias.net.br

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE

Escrito por Redator News Hero

Sou especialista em notícias da TV, fofocas de famosos e acontecimentos em geral. Também escrevo sobre acontecimentos no meio político.