Rupert Colville afirma que é proibido por lei Internacional “ Incitar a violência e o ódio”

PUBLICIDADE

Sabe-se que o atual presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, vive em conflito com a imprensa.

Recentemente ele ameaçou um jornalista e o caso tem gerado muita polêmica e dado o que falar na mídia e redes sociais.

PUBLICIDADE

Por tanto, Bolsonaro está sofrendo uma onda de ataques novamente por conta da ameaça que fez a um jornalista.

De acordo com porta-voz do Alto Comissariado da ONU para Direitos Humanos, Rupert Colville, nesta sexta-feira, 28 de agosto, a atitude de Bolsonaro ao ameaçar um jornalista pode incentivar seus apoiadores a querer agredir os demais jornalistas.

PUBLICIDADE

Por mais que o presidente tenha apenas feito uma ameaça, seus apoiadores podem entender que o presidente tenha dado uma brecha para que eles possam executar a ação.

Segundo Rupert Colville, Bolsonaro e demais pessoas devem estar sempre atentos ao que se pronuncia, pois é proibido por lei Internacional “ Incitar a violência e o ódio”, pois podem levar outras pessoas a fazerem a mesma coisa ou até mesmo machucar fisicamente outras pessoas.

PUBLICIDADE

Ele falou a respeito do assunto ao ser questionado em uma entrevista coletiva sobre a atitude de Bolsonaro.

Ademais, ele também falou a respeito de a pessoa não agradar não do trabalho dos jornalistas, que até então é aceitável, o que não pode haver é menção e incitação a violência, por isso, ao final, ele pediu a Bolsonaro que ponderasse mais e tivesse extremo cuidado ao falar.

PUBLICIDADE

Escrito por Redator News Hero

Sou especialista em notícias da TV, fofocas de famosos e acontecimentos em geral. Também escrevo sobre acontecimentos no meio político.