Sem qualquer sintoma, e tomando anticoncepcional, mulher descobre que está grávida no momento que dá à luz na sala da sua casa “Bebê passa bem”

Michaella Mignone, de 30 anos residente em Marataízes no (ES), a vida acabou por lhe dar uma surpresa.

PUBLICIDADE

A mulher, que já é mãe de duas filhas, tinha planeado não dar mais nenhuma vez à luz. Após ter as duas filhas Drica e Érica de 11 e 8 anos, a mulher estava administrando anticoncepcional, injetável há vários anos, já em março do último ano, a mulher pediu ao marido que também é funcionário público, para que ele realiza-se a vasectomia.

Mas na mesma altura, que fez esse pedido a Diego Cardeiro seu marido, ela nem sonhava que já estaria grávida de sete meses. Foi então que quando Michaella, descobriu que estaria com uma nova gestação, no momento que estaria dando à luz a pequena Cecília, no cômodo da sua própria casa.

PUBLICIDADE

A mãe, conta que nos nove meses da sua gravidez que a mesma desconhecia, não sentiu quaisquer sintomas que levaram a desconfiar que seria novamente mãe, como os enjoos, náuseas e desejos.

E muito menos se deu conta, que a sua barriga viria a crescer. Uns meses depois, já na reta final do ano,ela notou que o seu umbigo estaria saliente. E se deslocou ao médico onde o diagnóstico foi se tratar de uma hérnia.

PUBLICIDADE

“O médico, que tinha dito que seria necessário realizar uma cirurgia. Mas quando já estava, para realizar os últimos exames, entramos na pandemia, e ficou tudo adiado”, explica.

Michaella, não sentia qualquer dor, e deu seguimento ao seu trabalho, inclusive estava na linha da frente no combate ao Covid-19.

PUBLICIDADE

Foi então, num domingo 17 de maio que tudo aconteceu, um dia antes de dar à luz, a profissional estava no sitio junto com os seus pais. Esse fim de semana, foi agitado, com muitos afazeres domésticos.

Já no decorrer da noite, já na sua casa, a mulher sentiu um grande desconforto no abdominal, e recorreu a uma unidade de saúde.

“No momento, eu imaginei que a minha hérnia tivesse tido uma piora. Já no hospital, eu fui avaliada por um médico. Quando ele tocou na minha barriga, ele falou que eu necessitava de realizar uma cirurgia de urgência, e que ainda teria que ser realizada no decorrer dessa semana. Fui então medicada, com medicamento, e voltei a casa”, recorda.

Já no dia seguinte, ela passou mal de novo. Quando acordou, conta que iniciou com algumas dores no corpo, e pediu para que o marido a levasse até ao hospital. Mas a dor era demais, que nem conseguir chegar perto do carro, que estaria estacionado na garagem.

Foi nesse momento, que ela gritou para o marido dizendo que estaria a dar à luz.

“Naquele momento, eu senti uma dor muito forte, e me deitei sobre o sofá, e disse:”Diego, acho que estou parindo”. Naquele momento, sem palavras, ele deu um riso e disse não pode ser verdade. Mas naquele momento me senti na mesma como quando dei à luz as minhas outras filhas”, conta.

Sem saber por onde recorrer,foi então que Diego ligou para um primo da esposa, que é enfermeiro, e pediu socorro. A equipa de resgate também foi acionada. Mas, mesmo antes de chegar a ajuda médica, Cecília nasceu, no sofá de casa.

“Tudo aconteceu muito rápido, não demorou nem meia hora. Quando chegamos, realmente deparamos que já estaria em trabalho de parto e a bebê veio ao mundo. Pedi para o meu marido colocar de lado, para que ela não ficasse sufocada.

E nisso, ela chorou. A gente nem sabia que gênero era a criança, apenas um susto grande”, conta a mãe. Em seguida a ambulância chegou, e nos deslocamos ao hospital”.

 

 

Via: uol.com.br

PUBLICIDADE

Escrito por Carla Sofia

Sou especialista em Receitas, dicas e saúde! Gosto sempre de estar atualizada de novas receitas e formas medicinais!