Suspeita de morte de criança por coronavírus em hospital de Minas Gerais deixa população assustada, mas hospital disse que foi um jovem

O hospital repassou a informação correta.

PUBLICIDADE

Na região Leste de Belo Horizonte, no bairro Floresta, morreu uma criança suspeita de infecção pelo novo coronavírus, a vítima estava internada no Hospital São Camilo, na unidade de terapia intensiva, segundo informações a criança tinha cerca de 10 anos, mas nessa última quarta-feira dia 25 infelizmente não resistiu.

Segundo a administração do Hospital São Camilo a criança enfrentava um quadro de síndrome respiratória aguda extremamente grave, os médicos suspeitam que a complicação tenha ocorrido devido ao COVID-19, mas de acordo com a administração do hospital a vítima tinha 18 anos de idade.

PUBLICIDADE

A administração do hospital declarou que seguiram todo o protocolo do Ministério de Saúde realizaram uma coleta de exame da vítima e enviaram ao centro de informações estratégicas em vigilância e saúde de Minas Gerais, de acordo com o hospital os resultados do exame ainda não chegaram, mas se for confirmado o diagnóstico para coronavírus, esta seria a primeira vítima fatal registrada em Minas Gerais.

A Secretaria Municipal de Saúde foi procurada por repórteres, que queriam um posicionamento da instituição, sobre a morte do jovem, mas foram informados que somente a secretaria do estado de saúde deve receber os dados.

PUBLICIDADE

A reportagem questionou a Secretaria Municipal de Saúde a respeito dos exames realizados pelo CIEVS e foram informados que não há nenhum registro de óbito em Minas Gerais para   coronavírus.

A Unimed BH em nota disse: “um jovem de 18 anos veio a óbito no hospital infantil São Camilo nesta quarta-feira dia 25, com síndrome respiratória aguda grave e portador de comorbidades. “ Ocorrência de duas ou mais doenças relacionadas no mesmo individuo ao mesmo tempo, está presente na pessoa com depressão”.

PUBLICIDADE

O jovem estava na UTI pediátrica do hospital, onde foram realizados todos os protocolos, coletado exame e notificados ao centro de informação estratégicas Vigilância e saúde e ainda não a informação de infecção por COVID-19.”

 

PUBLICIDADE

Escrito por Informe Cl

Colunista de notícias dedicada a escrever artigos de qualidade sobre saúde, TV, notícias de grande repercussão, notícias gospel e demais assuntos.