Suzane Von Richthofen, Anna Carolina Jatobá, Elize Matsunaga, deixam presídio em Tremembé para ‘saidinha’ temporária

Suzane von Richthofen, condenada por matar os pais em 2002, deixou a prisão no início da manhã desta terça-feira (18) para "saidinha" temporária.

PUBLICIDADE

Silvana Von Richthofen condenada em 2002 por matar os pais deixou a prisão nesta terça-feira (18) na saidinha temporária, ela deve ficar até o dia 24 de maio onde ela retorna para o presídio Santa Maria Eufrásia em Tremembé.

Este ano é a primeira vez que Suzane sai após o regime semi-aberto, inicialmente a saidinha acontece no período da páscoa mas ela foi adiada devido ao avanço da pandemia da covid-19.

PUBLICIDADE

Ela não foi liberada pois esses protocolos seriam muito mais rígidos para retomada e por isso foi decidido pela secretaria da prisão que acontecesse mais tarde.

Agora que o nível de contágio diminuiu foi permitido que ela saísse assim como outras detentas do presídio.

PUBLICIDADE

Suzane saiu usando máscara se encontrou com uma mulher e deixou o local em um veículo, em 2015 Suzane Richthofen ganhou a progressão do regime fechado para o semiaberto.

A primeira saída aconteceu em 2016 na Páscoa, no mesmo presídio Tremembé estão presas outras detentas que se tornaram famosas em casos que abalaram o país, como Anna Carolina Jatobá condenada pela morte de Isabella Nardoni.

PUBLICIDADE

Elize Matsunaga condenada por matar o marido Marcos Matsunaga, também tiveram mesmo direito da saidinha temporária e ficarão fora até o dia 24.

A saidinha temporária é um benefício concedido por um tempo específico há pessoas que estão no regime semiaberto, saem no dia das mães, das crianças, dos Pais, fim de ano, Páscoa.

 

PUBLICIDADE

Escrito por Informe Cl

Colunista de notícias dedicada a escrever artigos de qualidade sobre saúde, TV, notícias de grande repercussão, notícias gospel e demais assuntos.