Técnica em enfermagem que acabou de se formar morre com suspeita de coronavirus e áudios revelam sua luta em busca de atendimento que não chegou

No áudio ela dizia que estava com falta de ar, há duas semanas de cama e que não estava aguentando mais passar tanto mal

PUBLICIDADE

Monique Magalhães era recém-formada como técnica em enfermagem, ela tinha 33 anos e estava atuando como voluntária na linha de frente de combate ao coronavirus vírus na cidade de Teresópolis que fica na região serrana do Rio de Janeiro.

A técnica em enfermagem morreu na última segunda-feira (18) com suspeita de coronavirus ela ia colar grau na próxima segunda-feira (25).

PUBLICIDADE

Amigos da técnica em enfermagem disseram que ela esteve em unidades de saúde quatro vezes com sintomas da doença, mas não recebeu nenhum tratamento. Os áudios que foram deixados por ela e enviados à seus amigos mostram o quanto a jovem procurou ajuda diante dos sintomas que estava sentindo.

No áudio ela dizia que estava com falta de ar, há duas semanas de cama e que não estava aguentando mais passar tanto mal. Ela ainda ressalta que foi quatro vezes em busca de atendimento e toda vez que chegava era sempre a mesma coisa.

PUBLICIDADE

A técnica em enfermagem ressaltou que sempre que chegava ao hospital eles diziam para ela ir procurar o Pedrão, hospital especializado em coronavírus, ela esteve lá e não aconteceu nada, estava morrendo de dor e reclamou que não aguentaria mais.

Monique disse que fez exames de urina e até raio-x, os médicos então mandaram ela para ir para casa e que só seria atendida se chamasse a polícia, pois depois que saiu o resultado do exame de sangue e de urina ela foi enviada para casa.

PUBLICIDADE

A prefeitura de Teresópolis através de uma nota lamentou a morte da técnica em enfermagem que era voluntária e ressaltou que ela esteve na UPA de Teresópolis no dia 6 de maio e que estava com queixas de dores musculares e não tinha febre.

A prefeitura ressaltou também que a jovem esteve no centro de referência para coronavirus, Pedrão e lá passou por análise clínica e foi encaminhada para uma UPA onde exames foram feitos e deram normais, mas informou também que a jovem não passou pelo teste de covid-19 porque não tinha sete sintomas da doença necessários para fazer o teste.

 

PUBLICIDADE

Escrito por Informe Cl

Colunista de notícias dedicada a escrever artigos de qualidade sobre saúde, TV, notícias de grande repercussão, notícias gospel e demais assuntos.