Temporal deixa milhares de pessoas sem luz e vinte bairros sem abastecimento de água em Curitiba

PUBLICIDADE

Durante a madrugada dessa quinta-feira (30), um temporal atingiu a Região Metropolitana de Curitiba, em Santa Catarina. Tal temporal deixou vinte bairros sem abastecimento de água e milhares de pessoas sem energia elétrica.

De acordo com informações fornecidas pela Copel, ao todo 41 mil unidades consumidoras ficaram sem luz durante o período da manhã de quinta-feira em decorrência do temporal. Isso aconteceu uma vez que os fortes ventos causados pelo temporal derrubaram árvores e fizeram com que elas atingissem a fiação de algumas ruas.

PUBLICIDADE

A Senepar relatou que, devido à queda de energia e também a uma obra na rede de abastecimento, vinte bairros de Curitiba ficaram sem água. Os bairros afetados pelo temporal foram: Cajuru, Guabirotuba, Jardim das Américas, Uberaba, Fazendinha, Portão, Santa Quitéria, Vila Izabel, Seminário, Água Verde, Novo Mundo, Capão Raso, Boqueirão, CIC, Fanny, Guaira, Hauer, Lindoia, Pinheirinho e Xaxim.

A companhia responsável pelo fornecimento de água reportou que o abastecimento só deve ser reestabelecido nesses locais durante a madrugada de sexta-feira (31).

PUBLICIDADE

No que tange à Região Metropolitana de Curitiba, é possível destacar que alguns transtornos decorridos da chuva foram causados.

Nesse sentido, de acordo com informações da Copel, cerca de 9,5 mil unidades ficaram sem luz em São José dos Pinhais, 2,7 mil em Piraquara e, por fim, 1,2 mil em Quatro Barras.

PUBLICIDADE

Além da interrupção no fornecimento de energia elétrica, ainda é possível destacar os transtornos vivenciados na região de Rio Branco do Sul, uma vez que a chuva causou o destelhamento de algumas casas e alagou as ruas. De acordo com a Defesa Civil, 100 pessoas ficaram desabrigadas em decorrência do temporal. Além disso, o muro de uma oficina mecânica desabou na cidade e parte dele caiu em cima de um carro.

A chuva prosseguiu em alguns locais durante a manhã de quinta-feira, ocasionando quedas de árvores, bem como deslizamentos e os supracitados destelhamentos e alagamentos.

Dessa forma, de acordo com informações da Polícia Militar (PM), pouco antes das 7h foram registrados cerca de 31 destelhamentos, 10 deslizamentos, 5 alagamentos e um desabamento na Região Metropolitana.

Embora seja um fato um pouco mais inusitado e isolado de toda a situação, é possível também destacar que uma cama elástica foi arremessada de um prédio e acabou ficando presa nos postes de luz. O fato transcorreu no bairro de Boa Vista.

Também no início dessa manhã, a Defesa Civil recebeu mais de 15 pedidos de fornecimento de lona, devido aos estragos causados em telhados da capital paranaense. Os pedidos vinham dos bairros Boqueirão, Portão, Pinheirinho, Santa Cândida e Santa Felicidade.

Além dos transtornos supracitados, as chuvas também causaram problemas no trânsito, uma vez que a pista molhada possui maior propensão a acidentes e os semáforos ainda estão apagados em decorrência da falta de energia elétrica.

O município de Colombo, localizado na Região Metropolitana, também passou por alguns problemas devido ao temporal da madrugada. Nesse sentido, é possível apontar que foram registradas mais de 150 ocorrências de atendimento, a maioria delas envolvendo o destelhamento de casa. Para ajudar a solucionar esse problema, o quartel do Corpo de Bombeiros de Colombo está distribuindo lonas.

Em Pinhais uma ação semelhante está acontecendo. Porém, ao invés de usar o espaço do quartel para a distribuição das lonas, ela está sendo conduzida nas ruas pelo Corpo de Bombeiros da cidade. Os bairros de Pinhais mais atingidos pelas fortes chuvas da madrugada são Vesiópolis, Vargem Grande, Maria Antonieta, Vila Amélia e Jardim Carla.

Além das cidades citadas, Fazenda Rio Grande também sofreu com os impactos do temporal, de modo que a Defesa Civil bloqueou algumas ruas devido a queda de árvores.

PUBLICIDADE

Escrito por Pedro Henrique

Amo escrever sobre todo o tipo de assunto, notícias e atualidades são minha paixão. Contato: [email protected]