Transtornada, sem conseguir falar e chorando muito, cantora Lívvia Bicalho procurou a PM 2 horas antes de morrer; veja detalhes

Bastante transtornada" e com "dificuldades em falar por estar chorando bastante", a cantora e influenciadora Lívvia Bicalho, de 37 anos, procurou ajuda da Polícia Militar (PM).

PUBLICIDADE

Segundo informações Lívia Bicalho de 37 anos Procurou a polícia militar pouco antes de ser encontrada morta.

A PM informou que ela estava muito transtornada com dificuldades para falar e chorava bastante, a polícia informou que foi exatamente às 11:39 do mesmo dia que ela foi encontrada morta.

PUBLICIDADE

Por volta das 13 horas a Polícia Militar foi acionada novamente e foi constatado que ele estava morta, ao lado estava o corpo do ex-namorado Rafael Ribeiro, suspeito de ter atirado contra namorada e em seguida cometido suicídio.

A filha de Lívia disse que a mãe estava sendo perseguida, a vítima foi ao presídio de João Monlevade e fez a denúncia contra o ex-namorado, a polícia perguntou do que se tratava e ela tinha dificuldades para falar, estava muito nervosa, ela foi orientada a ir para o quartel da polícia.

PUBLICIDADE

Chegando lá ligou para filha Júlia Bicalho de 19 anos, a filha confirmou que a mãe estava sendo perseguida pelo ex-namorado, Lívia registrou na polícia que não tinha sido agredida mas ela estava com muito medo de voltar para casa, ele deu apenas 45 horas para que ela tirar tudo.

A polícia se ofereceu a ir com ela no apartamento mas ela informou para a polícia que conseguiu um caminhão para apenas para 5 dias adiante e ela iria dormir na casa de uma amiga.

PUBLICIDADE

A polícia procurou Rafael para ouvir a versão dele e encontrou Lívia no apartamento, ela alegou não ter procurado a polícia, os dois desceram conversaram com a polícia e ela disse que ia ficar na casa da amiga mas precisava buscar algumas roupas, o policial perguntou a Rafael se havia algum problema da moça pegar as suas roupas e ele disse que não, os dois então voltaram para o apartamento.

A PM foi embora poucas horas após vizinhos ligaram dizendo que ouviram tiros do apartamento da moça, quando eles chegaram ao local Lívia estava caída morta, Rafael sentado no chão encostado na parede também morto, os dois com tiros na cabeça. A polícia trabalha com a hipótese de feminicídio seguido de suicídio.

 

PUBLICIDADE

Escrito por Informe Cl

Colunista de notícias dedicada a escrever artigos de qualidade sobre saúde, TV, notícias de grande repercussão, notícias gospel e demais assuntos.