Vídeo: Empresário ameaça e humilha manobrista em um bar em Campinas:”O que você ganha em ummês, gasto eu um dia”

O caso aconteceu nesta quinta (3), num bar em campinas, o caso foi registrado como injúria e ameaça.

PUBLICIDADE

Empresário, é filmado em flagrante quando estava humilhando e ameaçando, o manobrista que exerce a atividade num bar. No vídeo (abaixo), é possível ouvir o homem a dizer que tem uma arma no carro, onde diz que vai disparar contra o rapaz, e diz ainda que ele ganha o salário que ele gasta num dia.

Confira o vídeo:

PUBLICIDADE

No boletim de ocorrência, consta que o empresário Tiago Zoain Gonçalves, de quarenta anos, tinha deixado o seu veículo na calcada do bar, sendo que foi informado em seguida que não poderia estacionar ali.

PUBLICIDADE

Jasilton do Nascimento, de trinta anos, disse que tinha prestado o seu serviço para levar o carro do empresário para o lugar certo, mas ele por sua vez deu início às ofensas e ameças, contra a vítima.

PUBLICIDADE

Um vídeo foi gravado no momento, por um dos clientes que frequentava o bar, Gonçalves, aponta constantemente a mao contra o empregado, fazendo sinal de arma, com a mao algumas vezes, enquanto a vítima continua sentada.

O homem disse ao funcionário, para ele lhe dar a chave, ameaçando ir pegar o cano (arma). Ele disse ainda, que ia dar um tiro no funcionário. Acrescentando ele ser um merda. Que iria ver o tamanho do buraco que sai atrás da cabeça dele, e rebate com ‘seu bosta’.

Continua provocando o funcionário com seu bosta do Car*. Ameaçando que se tirar uma com ele, ele iria ver. Continuando, a mal tratar a vítima, e dizendo o que ele ganha em um mês, ele gasta num dia. Finaliza com seu bosta.

A vítima conta que trabalha como manobrista naquele local, há um ano, e que até ao momento nunca teve problemas, como também nunca foi ofendido por clientes, acrescentando que agora ficou com medo após ter recebido as ameaças.

Jailton, diz ainda, que naquele momento ficou com medo, porque o cara chegou falando que lhe ia dar um tiro na cara. E que possuía uma arma no carro, e que o carro estaria próximo dele. Acrescentando ser melhor não duvidar se tem arma ou não.

No momento que o funcionário estava a receber as ameaças, a PM foi acionada, e inspecionou o veículo, mas não encontrou nenhuma arma, mas aconselhou a vítima a prestar queixa.

Após comentar o momento de fúria e as humilhações que sofreu, a vítima falou sobre o sentimento de importância que sofreu na altura. Ele disse que ao ser ofendido daquela forma, ser ameaçado, e não poder reagir perante tal situação, estar de amos atadas.

Apenas a minha reação foi de abaixar a cabeça e ficar escutando tudo aquilo. Foi um sentimento de impotência de não poder fazer nada naquele momento. Também não desejo a ninguém que passe por isso”, conta.

 

 

PUBLICIDADE

Escrito por Carla Sofia

Sou especialista em Receitas, dicas e saúde! Gosto sempre de estar atualizada de novas receitas e formas medicinais!