Viúva de homem negro morto por vizinho sargento da marinha na porta de casa desabafa no velório: “Parabéns por destruir minha família, seu Aurélio”

O sentimento de indignação tomou conta de todo o ambiente por quê Durval morreu de forma trágica.

PUBLICIDADE

A viúva de Durval Teófilo filho de 38 anos que foi morto pelo sargento da Marinha Aurélio Alves Bezerra na porta de casa fez um desabafo velório do marido. Ela deu os”Parabéns” ao senhor Aurélio por ter destruido a vida dela e de sua   filha e de de sua família. Acabou com a vida dele por besteira.

Familiares e amigos estiveram presentes no cemitério São Miguel para se despedirem de Durval onde ressaltaram que ele era uma pessoa muito querida por onde passava.

PUBLICIDADE

O sentimento de indignação tomou conta de todo o ambiente por quê Durval morreu de forma trágica.

Ele teria saído do Capote há 12 anos para morar no condomínio Colubandê e de acordo com informações para ter mais segurança, no entanto acabou morto de forma trágica confundido com um bandido.

PUBLICIDADE

O homem foi enterrado sobre pedido de Justiça que veio antes mesmo do velório de Durval, pois o sargento foi preso por homicídio culposo quando não há intenção de matar e a prisão foi convertida em prisão por homicídio doloso quando existe a intenção de matar.

A viúva de Durval disse que não vai perdoar o sargento que tirou sua vida. De acordo com as informações o sargento disse que estava chegando em casa quando viu um homem que andava rapidamente.

PUBLICIDADE

O homem ia para cima do seu veículo de forma rápida, o sargento então disse que para se defender efetuou um disparo e depois outros dois, depois viu que a vítima não estava armada, mas alegou que o local é conhecido por muitos roubos.

 

PUBLICIDADE

Escrito por Informe Cl

Colunista de notícias dedicada a escrever artigos de qualidade sobre saúde, TV, notícias de grande repercussão, notícias gospel e demais assuntos.